Categorias
NOVIDADES

O QUE FAZER? Exposição Do fotografo Marcos Muniz, no “Baque Sagrado ou Travessia do Tambor”

fotografo Marcos MunizData: Terça-feira, 08 de julho, até 30 de julho
Horários: Segunda a sexta-feira das 10h às 17h;
Sábados, domingos e feriados das 10h às 15h.
Local:  Centro Cultural Paschoal Carlos Magno
Rua Lopes Trovão, s/nº, Icaraí, Niterói-RJ ( Dentro do Campo de são bento)
Entrada: Franca
Informações: (21) 2610-5748

O fotógrafo paulista Marcos Muniz expõe sua série “Baque Sagrado ou Travessia do Tambor”, no Centro Cultural Paschoal Carlos Magno, de 08 a 31 de julho de 2014. A abertura será nesta terça, às 11h, e a mostra ficará aberta à visitação de segunda a sexta-feira das 10h às 17h; sábados, domingos e feriados das 10h às 15h. Na mostra, o fotógrafo traz consigo um sentimento agregador de um país católico, umbandista e que circula com legitimidade entre os dois universos. Do fervor dos festejos das Congadas e Moçambiques, a carne e o grave do tambor suam e soam universais. E trajados com suas roupas festivas, seus personagens revelam intensidade, gigantismo e, sobretudo, fé.

O projeto é uma forma de manifestar esse imaginário de mistura de culturas regionais que Muniz viveu por meio de um mergulho poético e documental bem familiar, porém muito distante do semiárido baiano: o estado de São Paulo.

De religioso e músico, todos nós temos um pouco. O grave do tambor nordestino ressoa Brasil afora e traz consigo o ritmo simbólico de um país católico, umbandista, rico em crenças e cultura, que se misturam de forma quase inseparáveis na terra do cangaço. Trajados com suas roupas festivas, os congadeiros revelam intensidade, simplicidade e muita fé. Por meio da dança, o protocolo religioso católico se desfaz em nome do sagrado:

fotografo Marcos Muniz2