Acesse nossas Mídias

Uncategorized

Audiência pública vai debater uso de Canabidiol em Niterói

Compartilhe

Evento acontecerá na Câmara Municipal de Niterói e terá transmissão ao vivo nas redes sociais.

A Câmara Municipal de Niterói promoverá uma audiência pública nesta quarta-feira (18), reunindo especialistas para tirar dúvidas sobre o tema e debater a distribuição gratuita de medicamentos prescritos que contenham, em suas fórmulas, as substâncias Canabidiol (CBD) e/ou Tetrahidrocanabinol (THC), nas unidades de saúde pública municipais e privadas, ou conveniada ao Sistema Único de Saúde (SUS) em Niterói.

Marilene Esperança com seu filho Lucas

O canabidiol é um dos princípios ativos da Cannabis Sativa, e pode ser usado como medicamento para diversas doenças, que variam de epilepsia severa a fibromialgia. O uso do medicamento auxilia o tratamento de história como a de Marilene Esperança, mãe do Lucas, de 20 anos, que luta contra a síndrome de Rasmussen desde os quatro anos de idade.

“O meu filho tinha de 40 a 50 crises por dia, foi quando ele entrou em estado de mal epiléptico e eu quase o perdi. O meu filho estava sem andar, sem falar, usando fraldas, babando, entre outras coisas. Depois de um longo período de muita luta, o Lucas começou a usar o óleo esperança e com 15 dias de uso, ele já estava de pé no quarto e atendia quando chamávamos”, disse a servidora pública, Marilene Esperança.

De acordo com o autor do projeto, o vereador Leandro Portugal (PV), o preconceito precisa ser quebrado, e que a luta agora é aprovar o projeto.

“Precisamos aprovar o projeto para que ele seja autorizado por ordem judicial ou pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA), e prescrito por profissionais da saúde. Assim, podemos quebrar o preconceito com relação ao uso da cannabis para fins medicinais”, afirmou o vereador.

O composto de maior interesse dos cientistas é o canabidiol, encontrado em pequeno volume no caule e na folha da erva Cannabis. Ele não é psicoativo nem tóxico. Não causa dependência nem altera o raciocínio. Mas, em níveis controlados, até mesmo o THC, responsável pelo efeito psicoativo da planta, tem benefícios farmacológicos.


Compartilhe
Continuar Lendo
Comentários

Mais Uncategorized

Topo