Categorias
NOVIDADES

Após crimes em Niterói, 200 PMs reforçarão patrulhamento

Após três crimes violentos em Niterói, região metropolitana do Rio, no fim de semana, a cidade vai receber o reforço de 200 policiais militares.

A prefeitura de Niterói assinou convênio com a Polícia Militar para a contratação de cem policiais para patrulhar as ruas da cidade em seus horários de folga.

Já o Estado-Maior Operacional da Polícia Militar do Rio de Janeiro decidiu destinar cem policiais militares recém-formados para o Batalhão de Niterói (12º BPM), com o objetivo de reforçar o policiamento nas ruas da cidade.

Estes policiais vão se juntar aos enviados anteriormente: 76
policiais em março e mais 24 que chegaram nesta segunda-feira (2) ao batalhão.

De acordo com informações do DGPI (Departamento Geral de Polícia do Interior), que engloba as delegacias de Niterói, em março de 2012, foram presas 47 pessoas envolvidas com tráfico de drogas nas comunidades do município.

1 PM para cada 10 mil moradores

Dados do ISP (Instituto de Segurança Pública) mostram que há apenas um policial militar para cada 10 mil moradores em Niterói. Os números reforçam a sensação de insegurança no município.

No sábado (31), o ginecologista Carlos Vieira de Carvalho Sobrinho, 65 anos, foi morto a tiros após uma tentativa de assalto em frente à casa onde morava em Icaraí, região nobre da cidade. Testemunhas disseram que ele não reagiu ao crime, mas acabou morto.

Na madrugada de domingo (1º), Jorge Luiz Carvalho, 24 anos, foi baleado em uma rua do Ingá, outro bairro nobre de Niterói, também em uma tentativa de assalto. Os disparos perfuraram a porta do carro do jovem e atingiram o pescoço dele. O rapaz foi levado para o Hospital Estadual Azevedo Lima em estado grave. Até a manhã desta segunda-feira (2), não havia previsão de alta.

Na fuga, os bandidos fizeram outras duas vítimas reféns e roubaram um carro. A polícia solicitou as imagens das câmeras dos edifícios localizados na rua para tentar identificar os criminosos.

No mesmo fim de semana, a Polícia Militar fez um cerco e conseguiu prender um suspeito e apreender um menor que faziam uma família refém dentro de um carro também no Ingá. Segundo a polícia, Gustavo Gabriel Sampaio já havia cumprido pena por roubo e deixou a cadeia há pouco mais de um mês, retornando para a vida do crime.

A Polícia Militar informou que o patrulhamento nas ruas de Icaraí e do Ingá foi reforçado nesta segunda-feira.