Categorias

EVENTOS UFF Debate Brasil discute os desafios da educação brasileira

O projeto UFF Debate Brasil do mês de março discute o tema “Desafios da Educação Brasileira”. O debate será realizado no dia 13, terça-feira, com entrada gratuita, inaugurando um novo horário, às 15 horas, no Teatro da UFF, na Rua Miguel de Frias, 9, em Icaraí.

O encontro contará com a participação de Gaudêncio Frigotto, filósofo e professor da Faculdade de Educação da UERJ, especialista em Educação e Políticas Públicas; Fernando Penna, professor da Faculdade de Educação da UFF e coordenador do Movimento Educação Democrática; Talíria Petrone, educadora da rede pública municipal do Rio de Janeiro e vereadora de Niterói pelo PSOL-RJ; e, fazendo a mediação do debate, Paulo Carrano, professor da Faculdade de Educação da UFF e coordenador do Grupo de Pesquisa Observatório Jovem do Rio de Janeiro, pelo qual lançou recentemente o documentário “Fora de Série”, sobre a educação de jovens e adultos.

Mediador do debate, Paulo Carrano afirma que os estudantes querem um escola com equipamentos, infraestrutura, bons salários para os professores, mas também querem ser ouvidos. “É fundamental que haja a formação dos profissionais da escola no sentido de despertar a sensibilidade para ouvir as diferenças, a fim de que a escola seja próxima das variadas realidades dos sujeitos, sem homogeneizar. A educação precisa ser boa para todos, mas fazer sentido para cada um”, avalia Carrano.

Para o debatedor Gaudêncio Frigotto, referência na análise entre trabalho e educação, o desafio é entender porque e como, na segunda década do século XXI, uma sociedade que é considerada a oitava economia do mundo tem um contingente de pessoas equivalente a quatro populações do Uruguai em número de analfabetos absolutos e outro elevado número de jovens que deveriam estar na última etapa da Educação Básica, o Ensino Médio, mas que estão fora de tudo. “É a chamada geração nem-nem”, lembra Frigotto, alertando que muitos desses jovens estão sujeitos a todo tipo de violência. Um aspecto que o professor da UERJ pretende analisar é o contexto da educação básica na conjuntura atual, dentro do que ele chama de um “Estado de exceção”, e o professor da UFF conceitua como uma “crise republicana”.

Outro dos pontos sensíveis do debate é a promulgação da chamada Reforma da Educação Básica, que define uma nova Base Nacional Comum Curricular para os cursos. “A medida prescreve o que os professores têm que fazer e o que os jovens devem aprender, mas sem escutar aqueles que serão destinatários das políticas. É um desperdício da experiência não fazer a escuta, pois as políticas públicas devem ser formuladas no diálogo”, finaliza Carrano.

UFF Debate Brasil – Desafios da Educação Brasileira
Data: Terça, 13 de março de 2018
Horário: 15
Endereço: Centro de Artes UFF – Teatro da UFF – Rua Miguel de Frias, 9 – Icaraí, Niterói

Entrada Franca
Debate com: Fernando Penna, Gaudêncio Frigotto, Talíria Petrone e Paulo Carrano (mediador)
Estudantes poderão solicitar certificado de participação após o evento.

Comments ( 1 )

Leave a Comment

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>