Categorias

ÚLTIMAS NOTÍCIAS Região oceânica: preso grupo que extorquia comerciantes

Policiais da 81ª DP (Itaipu) identificaram e indiciaram nove pessoas ligadas ao tráfico de drogas da Região Oceânica de Niterói por extorsão, tráfico de drogas, associação para o tráfico de drogas e porte ilegal de arma de fogo. Segundo a distrital, a operação que foi realizada ontem, dia 8 e denominada “Mercaptano”, terminou com a captura de sete acusados de integrar o bando, entre eles um menor, em diferentes locais da RO. Os dois líderes da quadrilha já se encontravam presos.

Todos os indiciados são acusados de extorquir dinheiro de comerciantes da região, que eram obrigados a fazer pagamentos mensais a traficantes caso quisessem comercializar os produtos em comunidades.
Segundo o delegado Renato Mariano, responsável pelas prisões, a investigação aconteceu depois que comerciantes da RO procuraram a polícia e informaram que estavam sofrendo extorsões de pessoas que seriam ligadas ao tráfico de drogas. Elas ligavam para os estabelecimentos comerciais e exigiam o pagamento mensal de quantias que variavam entre R$ 1 mil e R$ 3 mil.

O delegado contou que uma das vítimas foi o dono de uma revendedora de botijão de gás na Avenida Central, que se recusou a pagar essa extorsão e teve o seu comércio alvejado no início do ano por disparos de arma de fogo, no dia seguinte à denúncia, que inclusive foi noticiada em veículos de imprensa. “Eles intimidavam as vítimas com ameaças. A partir destes fatos iniciamos uma investigação para encontrar os responsáveis”, disse o delegado.

Ele explicou ainda que as ordens para a prática de tais atos criminosos estavam sendo emitidas do Complexo de Gericinó por um detento. Apesar de estar cumprindo pena, de lá ele dava ordens para seus comparsas ameaçarem o comércio local e exigirem dinheiro para aumentar a arrecadação de dinheiro das bocas de fumo.No curso da investigação foi também identificada uma pessoa que, à época dos fatos, era menor, respondendo pelos atos praticados de acordo com as regras estabelecidas pelo Estatuto da Criança e Adolescente (ECA), embora na atualidade seja maior de 18 anos.

Foram identificadas dez pessoas envolvidas na atividade criminosa, sendo duas delas presas, pessoas estas que, por possuírem supremacia sobre os demais na organização criminosa, davam as ordens de dentro do presídio.
A Operação Mercaptano recebeu esse nome em referência ao nome do composto químico acrescentado ao gás para que tenha odor e se alerte facilmente algum vazamento. Foram, em atendimento a representação da Polícia Civil, expedidos pela Justiça oito mandados de prisão, um de apreensão de menor e quatro ordens e busca e apreensão.

 

Foto: O Fluminense

Comments ( 1 )

Leave a Comment

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>