Categorias

ESPORTES Está na hora dos times brasileiros terem donos! – Coluna Segue o Jogo

Existem algumas coisas no futebol pelo mundo com as quais eu concordo, mas hoje vou focar em uma, “privatização” dos clubes.
Vamos começar pelo primeiro e mais importante ponto: O problema do futebol brasileiro é o dinheiro.

Dirão talvez alguns “o meu time não pode ter um dono, ele é patrimônio da torcida!”, bom, eu estaria bem mais feliz se meu clube fosse uma empresa, com uma estrutura onde os funcionários fossem contratados por capacidade e não por conveniência e alianças políticas, o que aliás grande parte das torcidas reclamam. Uma empresa estruturada e que recebe uma injeção de investimentos irá prezar pela diminuição das dívidas acabando assim com adiantamento de cotas, atrasos salariais, bloqueios de bens e receitas, contratações seriam mais transparentes, a marca seria explorada com mais responsabilidade, e o aumento e melhora da estrutura do clube. Alguns dirão “mas existem pessoas hoje no clube que trabalham com esse objetivo”, bem, por mais que seu time tenha uma diretoria exemplar, de pessoas honradas e honestas, virá uma outra eleição e alguém cheio de interesses, sem experiência, jurando amor ao clube de criança será eleito, e aquele trabalho bonitinho vai ser jogado no lixo, e ainda vai ser culpado pelo problema que vai aparecer.

Pense, você é o dono de uma empresa naturalmente seu desejo é que ela dê frutos, renda lucro, dessa forma deve acontecer com os clubes.  Hoje entra presidente sai presidente a bagunça permanece, ou volta. Se não acontece esse vai e vem de presidentes, acontece de o mesmo grupo comandar a instituição por décadas. Já existem brechas na lei que permitem que os clubes se tornem S/A, junto dessa evolução dos clubes, a criação de uma liga forte e independente deve seguir, que possa negociar o interesse dos clubes e ser soberana. O modelo atual do futebol brasileiro traz queda no crescimento da torcida, dificuldade de contratos de patrocínio, desvalorização da marca. Todos os clubes seriam como o Chelsea?

Infelizmente não, nem todos se transformariam em potências mundiais, na verdade poucos chegariam a isto, mas a oportunidade seria para todos, está na hora de abandonar modelos que não funcionam, abrir as portas a novos conceitos que são adotados no mundo inteiro, principalmente entender que o futebol brasileiro está ficando para trás a passos largos.

Se as coisas não mudarem, a tendência será a falência de grandes clubes do futebol brasileiro. Um clube de futebol é uma instituição sem fins lucrativos, e acabam movimentando milhões. Me chame de louco, mas isto não pode estar certo.

Héberton Antunes – Blog Segue o Jogo

 

Comments ( 2 )

Leave a Comment

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>