Categorias

SHOWS Bianca Gismonti presta tributo ao pai, Egberto Gismonti, dia 16 de agosto no Teatro da UFF

A atração do Música Instrumental Brasileira (MIB), no dia 16 de agosto, será Bianca Gismonti Trio, com um show em homenagem aos 70 anos de Egberto Gismonti

Bianca Gismonti Trio – Gismonti 70

Bianca Gismonti nasceu em uma família de músicos. Desde muito jovem, assistia aos shows de seu pai, Egberto Gismonti, ao lado de sua mãe – a atriz Rejane Medeiros – e de seu irmão – o violonista Alexandre Gismonti. Sua casa era repleta de influências musicais e convívio com dezenas de artistas. Aos nove anos, pediu para começar os estudos de piano. Já aos 15, iniciou sua carreira musical acompanhando o seu pai, durante muitos anos, em palcos pelo mundo. Seus estudos de piano continuaram na Escola de Música da UFRJ e, em 2005, estreou seu trabalho com o Duo Gisbranco (duo de pianos com Claudia Castelo Branco), que possui três discos e um DVD produzido pelo Canal Brasil, aliado a parcerias junto a músicos como Chico César, Jaques Morelenbaum e Mônica Salmaso.

Em todos esses anos, a composição seguiu como um caminho natural, e, em 2013, lançou seu primeiro álbum autoral, Sonhos de Nascimento (Biscoito Fino), no qual teve a participação de Naná Vasconcelos. Com este disco, realizou turnês internacionais que percorreram Europa, Ásia e América do Sul.

Ao final de 2015, Bianca lançou seu segundo disco autoral, Primeiro céu (Fina Flor), com a formação de Trio ao lado de seu marido (também coprodutor) Julio Falavigna, na bateria, e Antonio Porto, no baixo. Em 2016, o Trio teve este mesmo disco lançado pela Quinton Records (Áustria) e Impartment Records (Japão), fazendo sua estreia durante uma nova turnê pela Europa, África e Ásia. Nesse mesmo período, gravou seu terceiro disco em Budapeste, Desvelando mares (Hunnia Records), que será lançado em agosto de 2018 na Europa, Japão e Brasil.

Ao longo de todos os anos, aliado a suas próprias composições, o repertório de seu pai seguiu fazendo parte de sua alma, estando sempre presente, de alguma forma, em seus shows. No final de 2017, com a celebração dos 70 anos que seu pai completou em dezembro, Bianca resolveu montar um repertório em homenagem a Egberto Gismonti, reunindo muitas composições dele que marcaram a sua história, além de composições próprias dedicadas a ele. Clássicos como Palhaço, Lôro, Água e vinho e Maracatú estarão no repertório do show, bem como do disco, gravado em junho deste ano em Budapeste e que será lançado em 2019.

.

Comments ( 2 )

Leave a Comment

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>